domingo, 16 de dezembro de 2018

JOÃO SABIÁ O CANTADOR ENCANTADOR

O Carioca que está encantando a cidade cinzenta 

É! João Sabiá é desses que com seu jeito, com seu sorriso, sua música cheia de ginga e uma bela voz vai encantando as pessoas. 

João participou do programa FAMA da TV Globo, tempos depois, em 2009, ele surgiu na novela Paraíso, aquele sorriso do piloto de helicóptero Marcos que chega arrasando na cidade me fez procurar saber quem era, era o João Sabiá, cabelo cortadinho, estava diferente do João do Fama (cabelo black), mas tão bonito quanto (sabia que eu já tinha visto aquele sorriso). 

No ano seguinte em 2010 eu ainda meio rata de show descubro que o carioca estaria fazendo um pocket show na FNAC da Paulista lançando seu segundo cd My Black, My Nega fui prestigiá-lo, fui ouvir e ver de perto o rapaz...Confirmado, o cara devia ser levado a sério, o cara faz música brasileira de qualidade. 

Mas, ele no Rio, e eu aqui, não dava pra seguí-lo em show, mas sabia que ele agitava as noites cariocas...

Mas, a vida vai dando um jeito, participou no cd de Alta Fidelidade do Simoninha compondo em dueto Meninas do Leblon. Em 2013 ele fez uma participação no show de lançamento do Cd Alta Fidelidade no Auditório Ibirapuera, ai eu fiquei pensando...vem mais pra perto.

Em 2014 lança seu 3º Cd Nossa Copacabana, com participação de Simoninha na faixa Manêra. Cheguei a assistir  o show desse cd, lá no Rio, foi em um final de semana em 2016, com participação do Simoninha, e final de semana que também teve show de Pedro por lá. Matei três coelhos kkkkk em um final de semana, mesmo final de semana da votação para abertura do processo de impeachment da Dilma.

Ele veio morar em São Paulo, pronto, as coisas ficaram melhores, tudo bem, que quando a gente mora no fim do mundo (rs rs) não é pra todo lugar que dá pra ficar indo sempre....Mas, pude ir algumas vezes curtir as noites do Projeto Roda Fina no Piratininga Bar, projeto em que ele faz releitura da bossa, além do sambalanço, e outros sons, recebe convidados..Pode se dizer que era um caldeirão de sons toda segunda-feira. Rolou uma temporada do Roda Fina no Bar Brahma...participou esse ano da Virada Cultural de Sampa...(podemos dizer que recebemos bem esse carioca)


Nesse tempo gravou seu mais novo trabalho o CD João e agora começa o trabalho para divulgar.

Fez show no Rio e agora no Bourbon Street em SP.

Foi recentemente, creio eu que foi a partir do Noise na Live (Projeto de um bate papo ao vivo, entre Pedro Mariano, Jair Oliveira e Daniel Carlomagno sempre com um convidado), que ele e Pedro Mariano se aproximaram. Ele lembrou no show que no comecinho dos anos 2000, ele com seus 19 anos admirava a tal galera da Trama, os "Artistas Reunidos" já tinha ouvido o som do CD João Marcello Bôscoli e Cia e começou a ouvir o Cd que cada um deles lançaram na sequencia em carreiras solo, esteve no show do Cd Voz no Ouvido do Pedro...E assim pensava um dia em estar junto com a galera, e tudo foi acontecendo...Já cantou com Simoninha, Max,  Jair, Luciana Mello, e agora Pedro Mariano.
Posso dizer que o show...É o show do João, perfeito como ele...Por mim eu ficaria a noite inteira ouvindo seu violão, a sua voz. Um show que tem de tudo...foi uma noite que eu não quero esquecer, por isso, mesmo uma semana depois, resolvi deixar registrado, afinal, quando eu escrevo, eu não esqueço. A memória que muitos dizem que tenho em relação ao Pedro, é devido a isso, o exercício de "por no papel" (escrever)

Apesar de o show ter sido em um domingo, eu ser preguiçosa pra sair de casa no domingo, tinha, além de João, uma amiga que veio do Rio pra ir no show, tinham amigas que fizeram aniversário próximo da data do show...E show sempre foi melhor com amigos, tudo que é bom, é legal compartilhar com amigos...Reencontrei depois do show outros amigos...Isso é muito gostoso!

Ah! E teve participação de Pedro Mariano (rs rs), mas esse não foi o motivo para eu ir ao show...Claro, que o encontro foi esperado, ainda mais depois que vimos o resultado da regravação de "Até parece que foi sonho"...Chegamos cedo pra conversar, pra rirmos (nunca vou esquecer o presente que a Fá deu para o João kkk). 
A Patrícia Fano passou por nós e parou pra falar com a Fá e disse que veio para curtir o show e ai abriu o jogo que João e Pedro estão mesmo pensando em fazer alguma coisa juntos e eu já fui dizendo...Seria legal mesmo uma homenagem a Bossa, o show podia começar com Bossa e mais para o final vir o sambalanço pra animar a galera...E brinquei se deixar eu produzo o show kkkk
Bom! O Show abriu com suas canções Saudades do meu litoral, Ô Solange, Manêra (teve coral lindo kkk) e Me Responda (essa toca na Nova Brasil com part. de Luiza Possi), depois momento de homenagens com a versão dele para a canção Mulheres, homenagem a Bossa Nova com Lobo Bobo, e Saudade fez um samba, voltou ao seu repertório com Dona Diva e Seu Odilon, Mãe Alice (outra canção com coral da hora) e Na casa de sol...Aproveitou lembrou que está no filme Simonal que é estrelado por Fabrício Boliveira no papel do Simonal e Isis Valverde vivendo D. Tereza e ele João viveu Erasmo Carlos e ai aproveitou e cantou Além do Horizonte e Coqueiro verde...Nem preciso dizer que amei...nasci na época errada. Seguiu Coisinha Danada e Meninas do Leblon e ai o presente da noite o encontro, fez a introdução de Tem dó e ai claro...Pedro Mariano subiu ao palco, e ai a Bossa mais bossa com Só tinha de ser com voce que também já foi gravada por Pedro no Cd Casa da Bossa, homenagem a Tom Jobim, eu que achei que a participação seria em umas 3 canções me surpreendi com o dueto, e como diz, João Tereza da Praia, tem que ser em dueto com um outra voz masculina que nem sempre se consegue...Rolou então, depois de Dick Farney e Lucio Alves; de Caetano Veloso e Roberto Carlos; de Emílio Santiago e Luis Melodia; de Chico Buarque e Wilson da Neves, João Sabiá e Simoninha, agora com João Sabiá e Pedro Mariano....Porque não?! 

E ai a primeira canção registrada em estúdio e pela primeira vez ao Vivo "Até parece que foi sonho" e por fim, uma canção de João com Pedro, que realmente como disse a Fátima tem cara de Pedro Mariano, depois de um tempo a gente conhece bocadinho....Meu iê iê iê (segundo Pedro é canção boa pra varrer a casa ...anima!!!) Um bloco só da parceria entre grandes vozes, as melhores do momento.
João segue fazendo o seu som...Tenho que deixar registrado que amo os solos de seus músicos com ele no violão...São perfeitos mesmo.

Ficou faltando Therys e Paty Simonal
E vai chegando ao fim...infelizmente...Mas, deu pra dançar bocadinho fora da cadeira com Samba de Leve, Renata Renatinha, Carne de sol e dona Mocinha...adoro também kkkk
Domingo de 09 de dezembro de 2018 o domingo da felicidade!!! 
Valeu muito!

Beijos
Neli

Montei uma playlist do show do dia 09/12/18 com o que tinha no youtube 

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

PARA MANTER A MEMÓRIA...

Última postagem em Junho...nossa!!! Abandonei mesmo o moço...coincidiu também com o período que conheci de fato Ciro Gomes, porque eu conhecia, mas não "conhecia" kkk. E ai veio o período pré eleitoral e depois a campanha e eu mergulhei de cabeça...É gente! Antes da música eu tinha um pezinho na política, tinha desanimado dela, mas me recuperei esse ano...Porém, fiquem tranquilos a eleição acabou e não é de Ciro que venho falar (rs rs) é da minha paixão maior na música que ainda é Pedro Mariano.
E hoje voltei porque tem uma novidade na rádio, uma canção que ficou perfeita, mas antes de falar disso, vou aproveitar o post pra deixar uma memória desse ano posterior a última postagem referente ao Pedrão por aqui...
Em maio Pedro Mariano participou de um show especial dos Demônios da Garoa no Memorial da América Latina dividindo com eles "Voce Abusou" de Antonio Carlos e Jocafi.


Esse ano também participou do Projeto Outro Som da Dani Gurgel e nesse Projeto tem participações dele e do Jair Oliveira em 3 faixas (Agora, Giramundo e Standby) álbum disponível nas plataformas digitais. 
Pedro Mariano em 2018 também voltou a Salvador no Teatro Castro Alves e recebeu um convidado da terra: Adelmo Casé. Passou também por Jundiaí (destaquei apenas as duas cidades que é mais raro de ele se apresentar).
O CD e DVD chegou realmente em agosto...Tudo certinho!!
Em Setembro Pedro Mariano lançou no Teatro Bradesco o show "DNA", e ainda em setembro, ele ao lado de Luciana Mello gravaram um especial de fim de ano da Record "O Fino da Bossa" relembrando Jair e Elis na época de ouro da Record. Esse Especial vai ao ar dia 11/12 Terça-Feira as 23h15.
Agora, pra mim, uma grande novidade do ano, depois da gravação e do lançamento do CD e DVD e de Casa no Campo com Elis foi o encontro de Pedro Mariano e João Sabiá, pra mim, vozes MA-RA-VI-LHO-SAS além de serem gatos...vamô combinar. 
João Sabiá, pra quem não sabe, participou do programa Fama da Rede Globo, terceira temporada, chegando na final, é cantor e compositor e também ator.
Quando do lançamento do show "DNA" João esteve na plateia e Pedro fez questão de aguçar a curiosidade dos presentes (pelo menos a mim aguçou) dizendo que ele e João estavam armando alguma coisa...Particularmente imaginei que fosse algo relacionado a Bossa Nova...Um show com repertório de Bossa e com duas vozes maravilhosas, no Teatro Net (eu vou longe arrumo até a casa pra tocar kkk), e talvez ainda seja (rs rs)...
Mas, o fato é que o que veio a público primeiro foi um encontro de ambos em uma canção, uma releitura de uma canção que também foi um encontro só que de Fábio e Tim Maia ..."Até Parece que foi sonho" de Diogo, Fábio e Paulo Sérgio Valle 
Nessa releitura Pedro e João contam com a participação da Maloka Chic



E essa releitura ficou tão f*** que me deu vontade de atualizar o blog...E eu nem posso dizer que adorava a canção, porque a minha memória em relação a ela é só do refrão que nada mais é que o nome da música, lembro da frase Menina voce não sabe, mas o resto é muito vago...E quando a gente gosta da canção a gente canta a música de cabeça...De qualquer maneira a música é linda, e ficou mais linda com esses dois...
Gostei muito de ouvir essas duas vozes deliciosas, que guardam uma ternura e força...adoro vozes assim, que conseguem ter essas nuances de força e delicadeza. Vozes que conseguem interpretar cada nota, cada acorde....Meninos voces são de ouro...Voces me fizeram mais feliz com essa canção.

Bjs

Neli
Ah! E pra encerrar deixo a dica essas vozes vão se encontrar DOMINGO DIA 09 no Bourbon Street  ...O show é do João, mas o Pedro vai lá por alguns minutos dividir o palco e o microfone com ele. 
Ingresso pelo telefone 11 5095-6100

Dia 14/12 as 20h sexta que vem tem Pedro Mariano em Madureira Rio de Janeiro é bom avisar os amigos do Rio para aproveitar a presença do moço, o espaço é grande 
Arena Carioca Fernando Torres - Rua Bernardino de Andrade. 200 - Madureira
Ingresso R$45 http://www.ingressocerto.com/sociedade-da-musica-e-mpb ou na Bilheteria da Arena - Portão 4 do Parque Madureira das 14 as 20 de terça a domingo



sexta-feira, 29 de junho de 2018

DIZ ELE: É EM AGOSTO

Pedro Mariano nunca foi muito amiguinho de rede social, e nem "marketeiro" (rs rs), só de vez em quando dá ares da graça, posta alguma coisinha, se fosse jogador, diria que não sabe jogar sem bola (rs rs). E ai quando não está fazendo show a coisa fica parada, pra quem é fã, é uma agonia...
Sempre cacei (acho que foi a primeira vez que escrevo esse verbo, nesse tempo kkk) coisas sobre a vida dele, pra manter o blog, quando ele era praticamente um diário. Depois peguei uma gata pra criar, seguindo recomendações do Pedro (rs rs) cuidar de um bicho e deixar a vida dele (eheheh), coincidentemente, comecei realmente a me afastar um bocadinho, mas fico sempre de olho no grupo do face que eu criei...E ai de vez em quando tem gente que "segue" ele e resolve compartilhar as "novidades" e assim, vou me mantendo informada sobre ele, não mais me adiantando aos outros...confesso, sinto falta disso (rs rs), mas também tô bem assim.
E ai a novidade da semana, não é do dia, pois a postagem foi ontem a noite....mas, também a notícia nem tá tão velha assim (rs rs).
Em janeiro gravamos (rs rs) sim, eu estive presente, então gravamos o CD/DVD Pedro Mariano e Orquestra - DNA e ele disse CHEGA EM AGOSTO. Esse é aquele que tem, pra quem não sabe, ele cantando em dueto com "mamis", ou seria "mamis" em dueto com ele? Cantando "Casa no campo"...lindo!!!
É dona Elis Regina continua viva...no sangue do filho...no respeito pela música...na qualidade de um repertório...na perfeição que a voz humana pode alcançar...na emoção ao cantar cada verso...
Aquele DVD que tem canções que falam da vida, que nos faz pensar o porque somos quem somos, sobre esperança, fé, família, amor...
Enfim!!! Tem "Casas" que nos convida a levantar e ouvir ele: Pedro Mariano, afinal, o palco é sua casa!!! E ele sempre está ali pra nos ver feliz (pelo menos eu acho isso) e quando ele canta, realmente, não tem outro sentimento...queria sempre é todo mundo de pé pra cumprimentar o anfitrião...é! A gente, aparece como visita, aquela visita que chega, chegando...e show de Pedro com um bando de mulher é assim mesmo.

Bjs
Neli


E.T achei linda a capa, mesmo não tendo ele nela (rs rs) MAS, é como o voz no ouvido, é pra dar atenção "a voz" 

TEM SHOW TRIO EM AGOSTO EM GUARULHOS

https://www.bilheteriaexpress.com.br/pedro-mariano-show-trio-guarulhos.html

terça-feira, 24 de abril de 2018

UM SHOW...UMA SAUDADE!!!

Defino dessa forma o show do último domingo, dia 22.
É, porque sai com saudade, sai com saudade de um show mais caloroso, por parte do público, tenho tido essa sensação, as vezes penso estar em casa, assistindo a TV kkk, mas tento entender, JURO QUE TENTO, que cada um é cada um, e cada um curte da forma que melhor lhe convém....mas, continuo não entendendo quem fica imóvel na poltrona...Tá! Em Acaso, Voce, Simples...dá até pra escorregar na poltrona e babar o Pedro kkk, babar a voz, deixar se hipnotizar...mas, em outras canções...SIM! SOU CHATA!!! 
Mas, acho também que estou assim, porque já na sexta, estive em um show de Rock, André Frateschi fazendo tributo ao Rock Nacional, e Rock é atitude, mas Rock no Sesc Vila Mariana?! Não era de esperar muita coisa....Rock tem que ser na Choperia do Pompeia! E espero ver André em algum lugar que dê pra eu me acabar de pular.

É! Estou ficando velha, mais chata, mais inconformada...é que as vezes eu fico pensando que falta as pessoas experimentarem participar da vibe de uma canção.,,sei lá! Por exemplo (sendo repetitiva) ouvir Pedro dizer LEVANTA!! VEM OUVIR QUEM CANTA AGORA SÓ QUER O SEU BEM (pra mim, isso é uma ordem e cantar junto e de pé é tão libertador, é tão energizante, é uma das canções que me sinto em total sintonia com ele...é muito loco...um dia experimentem!! Outro momento é cantar com sorriso nos lábios "Se um dia eu não souber amar NÃO PUDER CANTAR pelo seu melhor" (é disso que falo!)
Mas, realmente, vou me contentar eu, comigo mesma em pé (rs rs), pagando mico, eu acho, mas fazer o quê?! É o que temos!!

Foto Vanessa Silva
Bom, vamos ao domingo, cheguei cedo no Teatro, umas 18 horas e, surpresa...Teatro sem luz, a informação era que a queda de energia se deu por volta das 17 horas...ninguém sabia dar mais nenhuma informação sobre o que estava sendo feito a respeito, mas aparentemente, estavam trabalhando para o show acontecer, já que os ingressos estavam sendo retirados.
Pois bem, por volta das vinte para sete a luz retornou, e ai os músicos foram fazer a passagem de som, atrasando um bocadinho a nossa entrada e o início do espetáculo, que não sei ao certo, mas acho que começou um pouquinho antes das 20, já que a entrada do público se deu por volta das 19h30.
Foi um show trio com Marcelo Elias no teclado, é a terceira vez que faz essa formação, a primeira vez, o Pedro não faz conta, que foi na Praça Victor Civita em 2015, e as duas vezes seguintes foi no próprio Teatro Municipal de Santo André, no final de 2016 e agora, no domingo, no começo de 2018.
Essa falta de energia, deu um pouquinho de assunto, e Pedro deu munição pra mim...(rs rs)...Acontece que ele contou, que antes do show, conversando com a interprete de Libras, Mariana Lima (Para o Pedro é Mari (rs rs)) dizendo que com a falta de energia, além de libras o show iria ter que ser feito em Braile. (rs rs)...é muito engraçadinho...
Bom! Ai, no final, aquela coisa de ele "caminhar para o último bloco", disse que tinha que encerrar o show antes de acabar a luz de novo, e eu não aguentei e respondi: A gente usa o Braile kkkk ...E ele falou algo do tipo...Tinha que imaginar que isso ia dar o que falar.

A entrada solitária do Marcelo, me fez pensar que teria uma novidade no início do show, mas, depois que Marcelo aqueceu entrou a introdução de Simples...E Pedro Mariano, entrou com sua roupa de alfaiataria que também deu o que falar...Já que o moço disse que tocar bateria com esse tipo de roupa não dá, é arriscado, mas tocou assim mesmo...E sei que tinha muita gente na torcida ahahahah...E vou te dizer...Se ele ficasse nervoso, estava vendo o Hulk na minha frente ahaahah, 
Veio na sequencia Acaso e Voce...(curti deitada na poltrona kkk) E pra dar uma acordadinha na plateia Tarzan o filho do "alfaiate" (bem propícia) 
Foi pra batera, DNA, De peito aberto, Simplesmente, voltou para o cajón Êxtase, Pra voce dar o nome, Um pouco mais perto, Labirinto (na segunda parte foi pra batera) , Risos e Memórias, Terço, Por nada e por ninguém, ai trouxe do passado as canções que volta e meia, retornam e outras que nunca saem (rs rs) Fazendo Música e Jogando bola, Pode ser, Voz no ouvido, Tem que ser agora, e pra encerrar (antes do tradicional bis) Casas...Era ou não era pra levantar?!
Voltou com Miragem e Três Moedas (e o povo sentado kkk)
Ahhh! E a voz PEDRO?! HUMMM CADA DIA MELHOR!!!

Fotos Débora Santana_Pedro Mariano Trio_Teatro Municipal de Santo André_SP_22/05/2018

bjs
Neli

domingo, 18 de março de 2018

MINHA PAIXÃO ETERNA VOCE PODE TUDO...

Foto Alexandre de Andrade_Blue Note_10/03/17
18 anos ouvindo essa voz, infelizmente, não foi desde que ele nasceu kkkk.
É sabido que minha formação preferida é com Banda (rs rs) não tem muita formalidade e gosto de ver ele ocupando todos os espaços do palco. 
Admito também, que com o passar da idade o moço e eu também, já não pulamos tanto mais, mas ele ainda dança e nos faz dançar.
Então o Piano e Voz tem outra pegada, uma coisa de só ficar babando mesmo "A  VOZ" e as nuances, cada detalhe de suas interpretações, e os belíssimos toques das mãos mágicas do senhor Marcelo Elias.
O repertório é composto, em sua maioria, de canções que não dá pra cantar junto, afinal a ideia é ouvir a voz do moço, e digamos assim, não são fáceis.
Mas, sim teve momento cantem se libertem (rs rs) deixou a gente participar um pouquinho do seu show, principalmente em Um pouco mais perto e Pra voce dar o nome essa inclusive foi um caso a parte, ele pareceu realmente que não estava esperando, ele deu a deixa para cantarmos e assim foi e ai antes de ele retomar a canção pra si, o Marcelo Elias, simplesmente parou de tocar, fez menção com o sinal de espera, para ele, Marcelo, aplaudir o público presente kkkk Foi muito engraçado e o Pedro disse que nunca mais vai esquecer ele olhando para o Marcelo e a mão estendida no sinal de espera ai.
Foto Simone Sizinha_Teatro Opus_17/03/17
Teve um momento que eu deveria ter ficado de boca calada, mas foi que eu me confundi,  e fui ansiosa, quando ele falou que ele iria cantar dois sambas, um de Noel Rosa e Vadico e a outra só do Jair, eu pensei em Par e ìmpar que ai é uma parceria do Jair com o Cesar kkkk, mas realmente Papo de Psicólogo é só do Jair (#calabocamagda) ele não falou isso, fingiu que não ouviu, mas deve ter pensado.
Ontem ele não trouxe muitas novidades, pra mim, as novidades foram: Distante Demais do Lenine e Casa no Campo, dessa vez só com ele, e no tom original...fez bonito!! Ele pode sim!!! 
Em uma das suas falas ele disse que ao pensar no repertório, na época do Cd Piano e Voz, ele disse ao pai que com aquela mão esquerda do pai, tinha que rolar uns sambinhas, e ele disse, eu vou cantar mais voce vai dar o suingue. E brincou com a gente dizendo que é no fundo no fundo é um sambista, meio que concluiu #sgn, Mas é sambista sim...É roqueiro sim...É do Jazz, é da MPB, é do Soul, é do que ele quiser....isso é fato. Tanto que fico sempre na expectativa de ouvir coisas novas com ele, que tenham essa variedade de estilos.
E isso eu sempre achei, mas nunca soube expressar, e ontem ele fez eu lembrar que quem fez isso muito bem, foi Bernardo Vilhena fazendo sua resenha do primeiro Cd do Pedro, o verdinho, o Pedro Camargo Mariano. ele disse:(recortei dos trechos que também publiquei na biografia


Foto Simone Sizinha_Teatro Opus_17/03/17

“Pedro Camargo Mariano tem uma bela voz e divide com uma facilidade que há muito tempo não se ouve. E, se lembrarmos que a divisão é a principal responsável pelo suingue, a coisa começa bem”

“Essas são apenas algumas anotações de um trabalho que tem uma notável influencia da música dos pretos. Os que identificam apenas a soul music não sabem o que estão perdendo. A divisão quebrada é samba na veia e, em certos momentos, a fúria na interpretação é típica dos cantores de rock”.

E assim que a minha paixão vira eterna, renova, porque ouvir PAR E ÍMPAR, fechando a noite, da forma que ouvi ontem, foi única...Ele mostrou que é sambista sim ehehehe


bjs
Neli

E.T Teve um momento que eu juro, durante uma das falas dele, achei que ele tentou imitar o Mario Sergio Cortella, foi só impressão minha?!

segunda-feira, 5 de março de 2018

CRÔNICA DE UMA FÃ Nº 29

Sempre falei muito do Pedro, ultimamente menos, mas sim, é ele lançar canções novas, começar a tocar em rádio faço todo mundo do trabalho ouvir....Ah! E não é tortura kkkk Essa voz é linda...canções de bom gosto, tanto que as rádios em que toca são consideradas radio de som ambiente.
Portanto, no meu trabalho é público que adoro Pedro Mariano, e sim me pentelham bastante, atualmente ficam me perguntando porque ele ainda não foi no Ding Dong (rs rs) e é um tal até o fulano, o sicrano foi e nada do Pedro Mariano.
E eu só faço rir...e me pentelham sempre! Começam a comparar ele com a MR e eu dou risada, e normalmente eu respondo, mas pra mim Pedro é o Pedro. Mas, tudo isso de pura sacanagem mesmo.
Agora hoje fiquei encantada e toda orgulhosa, que nem da primeira vez que meu irmão que não gosta de ninguém que é novo, elogiou a versão dele de O bêbado e a equilibrista. Hoje foi um colega do trabalho dizendo que gosta muito das canções do Gonzaguinha, das composições, mas do Gonzaguinha cantando, ele tinha umas reservas, e ai resolveu procurar algum interprete cantando Sangrando...E disse que ouviu vários, Ivete, Diogo Nogueira, Ana Carolina, Maria Bethania, entre outros, e ai disse, agora tenho que dar o braço a torcer, ele realmente é um intérprete, foi a melhor interpretação que ouvi. 
Achei lindo os comentários dele, parecia até crítico de música (rs rs), disse tipo, cada nota que ele cantava era perfeita...
Ah! Senhor Pedro Mariano, dessa vez não é fã dizendo que tú é o melhor, são os ouvidos de quem se deixa te ouvir...E ai disse: até baixei no meu celular e colocou pra nós ouvirmos....Claro amei!!

E depois desses elogios todos, acho que vou por a mão no bolso e também já que ganhei 95 conto no terno da quina, e vou ver ele dia 17/03.
Ah! Rio de Janeiro tem ele antes ai no dia 10




Beijos
Neli


terça-feira, 23 de janeiro de 2018

SINFONIA DO CORAÇÃO...

Primeiro Pedro Mariano decide gravar Casa no Campo entrando na canção gravada pela Elis, até ai em estúdio.
Fez, e claro, a música começou a tocar na rádio para minha alegria, e de tantos outros fãs.
Eu gosto do Pedro cantando inéditas, adoro o Pedro regravando clássicos lado A, lado B (ainda existe isso?) na realidade eu adoro Pedro cantando...interpretando...emocionando...Quando ele fica um tempo sem mostrar uma novidade eu fico doente...quero morrer (ehehe).
E adoro Pedro cantando Elis e sempre que ele faz eu curto ouvir os dois juntos, ouvir ambas versões, coisa de fã doida, que sabe que não tem comparação, mas eu gosto de perceber a diferença, a semelhança, e a beleza de ambos.
Quando resolveu homenageá-la em 95 interpretou as canções do jeito dele, arranjos feitos pra ele...e assim sempre fez...e eu sempre curti isso. Sempre entendi que era forma de ele dizer não queiram comparar.
O mais perto que chegou no dueto, foi em 2012, quando ela "passou" a bola pra ele e o coral de artistas em Redescobrir, aquilo foi lindo...Quem teve a sacada, sacou legal, inclusive nunca perguntei isso pra ele...Quem teve a ideia? A ideia de gravar Casa no Campo em dueto foi o João, mas em Redescobrir?! "o vai o bicho homem fruto da semente" até hoje, quando lembro me arrepia.
Elis Regina é considerada uma das maiores vozes do Brasil, há quem diga que é a maior, não me arriscaria a discutir. 
Bom conversando com amigas ainda processando o que aconteceu no sábado, uma coisa eu ainda não havia processado ELE CANTOU COM ELIS...Uma coisa é gravar em estúdio, outra coisa é ali ao vivo...
Já sabia que ele iria cantar a canção, mas eu não tinha certeza que seria com Elis, por uma questão, de que na gravação do Estúdio, como ele disse, ele colocou a voz. 
No sábado havia uma orquestra, como Elis entraria?! Nas especulações antes do show, confesso, eu apostava que ele iria cantar solo, só por conta da explicação dele pra rádio.
Mas, ela entrou, entrou na sinfônica dele...Ah! Adorei ter errado na minha especulação.
No sábado eu presenciei a sinfonia do coração...
Afinal, no palco tinha um coração batendo forte, e na plateia outros tantos corações presenciando a beleza de um filho acompanhando o canto da mãe, e essa mãe é Elis Regina...Cara!!! Pensa...Uma orquestra e duas vozes...Duas vozes com sensibilidade em cada nota, cada acorde...duas "VOZES"!
Ambos se fizessem uma capela, duvido muito que não ouviríamos uma orquestra os acompanhando. Eles têm disso as vozes são puro instrumentos.
Ah João e o sua visão de produtor!!! 
Obrigada por incentivar o Pedro aos doze anos a subir no palco...Obrigada por incentivá-lo a manter viva ainda mais a memória da grande Elis Regina...
Casa no Campo hoje é a minha música!!! E, como eu disse no meu texto anterior, fechou o Pedro Mariano e Orquestra - DNA perfeitamente. Não posso dizer que estava faltando, mas foi a cereja do bolo.

Fotos Fatuca Ferreira_Pedro Mariano e Orquestra-DNA_Teatro Alfa/SP_20/01/18

beijos 
Neli


domingo, 21 de janeiro de 2018

COMPLETO....

Foto Ivana Santos
Essa palavra definiu a noite de ontem, por eu chegar em casa e já querer vê-lo de novo, ouvir tudo de novo. 
Infelizmente, nem tudo saiu a contento no sentido de que "pedras" estiveram pelo caminho do Pedro, alguns problemas técnicos, tiraram, de certa forma, o andamento do show, afinal, estávamos em uma gravação, não dava pra deixar passar, não era apenas um show e ponto, tinha que voltar, tinha que refazer. Mas nada tirou a força, a beleza da interpretação de Pedro Mariano...
As canções iniciais, DNA, De peito Aberto, e Simplesmente, se encaixaram, e aqueceu a noite, o coração, de quem sempre o admirou, cantei junto para desespero das pessoas ao meu lado (rs rs)...Mas, cara! Eu estava feliz de estar ali. 
Foto Ivana 
Ai ele vem com Êxtase do Guilherme Arantes, uma das melhores interpretações dele dessa canção que eu vi...ou eu estava totalmente hipnotizada por ele, que assim achei (rs rs), mas bem vi João, o irmão (primeira vez que o vejo em um show do Pedro) aplaudindo-o de pé.
Depois Risos e Memórias, eu sempre acho que quando a introdução começa eu vou ver a "Sininho" voando em volta do castelo (rs rs) me remete muito aos filmes da Disney.
Ai vem o primeiro grande momento da noite, não em primeira mão, ele já havia se arriscado no Rio, mas não deixou de ser uma novidade e um grande momento, até porque como ele mesmo disse levou 42 anos pra ousar, sair da zona do conforto (palavras minhas aqui) e ir interagir com a galera fora do palco em Pra voce dar o nome...Afinal, "quero é te ver dando volta no mundo indo atrás de voce" . Durante esse passeio pela plateia passou pelo irmão, e ao pegar a mão do irmão, recebeu com grande carinho, um beijo na mão...emocionante!!!
Foto Sheila Marques
Foto Reca Silva


Voltou e ai bem na hora do outro grande momento da noite, e na realidade, o maior. Primeiro, por ser a primeira vez da canção ao vivo interpretada por ele, e, segundo, pelo significado da canção junto ao projeto, já que o projeto tem o nome de DNA, e mesmo ele dizendo que não é exatamente sobre esse DNA de que ele traz por ser filho de dois artistas da música, é sim o projeto tem a ver com o DNA que trazemos na nossa forma de encarar e ver a vida, de reações que temos frente a problemas, de questionamentos, pois também nesses casos existe um DNA...porém...faltava essa cereja no bolo...faltava fechar sim o repertório com esse DNA que conhecemos e que o faz ser quem ele é...Como ele disse em entrevista na Nova, ele foi visitar a Casa no Campo da mãe (Aqui, um longo parenteses, para agradecer a João Marcello que é foda...valeu insistir com o irmão! kkkk). 
Infelizmente é gravação e as coisas acontecem e o artista não tem controle sobre isso, o clip com Elis não entrou no primeiro take entrou a voz, mas nada da imagem...Take 2 tudo certo...Take 3: tipo voces merecem ouvir de novo NEM AMAMOS...E FICARIA ALI...OUVINDO...OUVINDO...OUVINDO...
  Como estou agora durante esse momento da escrita...tanto ficaríamos que ele foi aplaudido em pé em cada take.
Foto Ivana Santos
Antes ainda tivemos problema com o fone de retorno do maestro Otávio de Moraes, e graças a esse momento, tivemos o prazer de ouvir em noite de Pedro Mariano e Orquestra Voz no Ouvido...que não ouviríamos se tudo corresse bem...e foi lindo...e olha que eu passo sem voz no ouvido, mas foi super legal, descomprometido e super adorável esse momento...plateia cantando junto...Pedi Quarto Vazio, já que o problema ainda estava por resolver, mas claro, fingiu que nem ouviu, até porque se desse corda, viria também um pedido de Pode Ser kkkk de algum lugar da plateia kkkk




E, por conta dessas falhas, pra deixar mais um registro de um momento do show que não deverá ir para o DVD, o Pedro, imitador, dublador kkkk lembrando 


Depois desses dois probleminhas, o show seguiu, com Labirinto e Acaso, essa última de Ivan Lins e Abel Silva.
Certas Coisas, Um pouco mais perto, e ai veio o discurso sobre a ideia de que show com Orquestra pode ser também animado, agitado, e nos autorizou a sermos felizes. Então, Pedro desculpe se eu der muito trabalho na mixagem e edição viu?! Mas, era um momento único, todo show é único...e eu tava feliz!
E ai veio as músicas com maior força de interpretação e de um som pouco mais pesado e que eu particularmente AMOOOOOOOOOO de paixão: Terço, Alguém dirá, Pontos Cardeais, Por nada e por ninguém...Deu umas escorregadinhas e fez de novo...E por fim, Enfim e Casas que são meu xodó desse projeto (Daniel Carlomagno te adoro!!!)...Fechando com Sangrando e Miragem...
Pensando aqui, Completo é pouco, já usei espetacular, já usei fantástico...Cara! Sei lá...Quero voltar no Teatro...quero mais MUITO MAIS!!
E, pra nunca esquecer esse dia...




Pedro Mariano e Orquestra - DNA_Gravação do DVD_Teatro Alfa_SP_20/01/18

Beijos

Neli

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

UM PRESENTE PARA OS FÃS...UMA HOMENAGEM A MÃE E CANTORA

Elis Regina vive, e estará mais viva a partir de hoje através da canção Casa no Campo, de seu repertório, visitada pelo filho, Pedro Mariano, e com recursos as vozes se encontram...

Não que ela precise disso né?! Pois ela por si só é viva! Ele também não, afinal, já está com sua carreira solidificada...Mas, ele é o filho e por que não realizar esse encontro?
...Eu como fã, assumo que sou mais dele que dela, por uma questão de identificação. E olha que nem sou bem da geração do Pedro, era adolescente quando ela faleceu...Acho que fiquei no meio.

Agora sempre quis ouví-los, sempre fiz questão de quando Pedro cantava uma canção que ela havia gravado, eu ia visitá-la, ia ouvir ela, não pra comparar, afinal, é difícil, não é justo, são épocas distintas, ela é mulher, ele é homem, mas queria observar as diferenças de leituras...Por exemplo, Corsário eu amo demais a versão que Pedro trouxe em 94 no show do Tuca. A levada de Como nossos pais na versão do Pedro é mais a minha cara, mas é legal ouvir ambos. O bêbado e a equilibrista do DVD Elis por eles, o arranjo é maravilhoso, ficou muito bom com o Pedro, é essa é uma das minhas preferidas com ela. 
Eu sempre tentava juntar eles com os meus parcos recursos, mas era pra mim (lógico, imagina eu querendo compartilhar essas loucuras, ele mandaria me prender, com razão), mas sempre foi difícil, andamento das canções já matava qualquer intenção de alguém que ousasse (eheheh) e por saber disso, acho que sempre foi proposital kkkk fazer releituras bem diferentes. E, Pedro também sempre diz que se for pra fazer igual é melhor deixar a original....Por isso, que Casa no Campo, fez todo sentido ao que ele disse, foi realmente uma visitinha na casa da mãe.

O mais perto de um encontro até aqui foi com Redescobrir no mesmo DVD Elis por eles, não esqueço do telão subindo e a voz dela, na extensão de "FESTAAAAA" ainda se dissipando pelo teatro e ele dizendo: Vai o bicho homem fruto da semente...e assumindo a partir dali com um time de vozes mascuinas.Ah! Gente! Foi muita emoção!!!
Mas, voltando, e lógico, que sempre quando se fala em encontros póstumos, na música, não tem como não lembrar do dueto de Natalie Cole com Nat King Cole.
A sugestão veio do irmão João Marcello que entende que é uma forma de realmente não deixar que nenhuma geração deixe de conhecer Elis Regina, ele acredita que sempre é bom criar um fato novo. (e que novidade!!)
A sugestão é que fosse Casa no Campo do primeiro disco que ela gravou ao lado de César, pai do Pedro, em 1972. Primeiro, porque esse disco foi remasterizado e aguardará o dia das mães de 2018 para chegar ao mercado, é o disco "Elis" que tem Bala com Bala, Casa no Campo, Vida de Bailarina, Águas de março, Atrás da porta, Mucuripe, entre outras....DISCÃO!! E o segundo, é que ela gravou em 1972, mas ao ficar grávida do Pedro foi atrás da Casa no Campo, para que ele pudesse ter uma qualidade de vida melhor...Então, Casa no Campo tem motivos para ser ela a escolhida.

Em entrevista, no programa radar da Nova Brasil, na noite de ontem, Pedro expôs que é muito difícil cantar com cantora  devido as tonalidades diferentes, e outras detalhes técnicos. 
Mas, o interessante foi ver e ouvir ele falando como se deu o processo, e acima de tudo, muito respeitoso, ele explicou coisas que não é de domínio público, pelo menos eu não sabia exatamente como é feito os duetos, que no caso de homenagens póstumas nos duetos, se isola a voz do artista em questão e recompõe toda a música de forma atual e grava os artistas novos e depois mixa tudo...Muito loco ele dizendo que no caso de Casa no Campo, ele pediu pra abrir o disco e inseriu a voz dele, ele não quis mexer na canção, como ele disse ele VISITOU A CASA NO CAMPO DELA.


Então!! Sintonizem na NOVA BRASIL FM 89,7 SP (hoje tem rádio na internet também) E CURTAM!!! E depois se quiser vir aqui dizer o que achou...fiquem a vontade!!! 
A notícia chata é que essa versão não estará em cd algum, ou seja, se gravar do rádio (rs rs) vai lembrar da época em que se esperava tocar uma canção no rádio pra gravar na fita k-7, vai vir junto a vinheta da rádio..."nova brasil"...Pra mim tá valendo! É o que temos para o momento.
E de qualquer forma, valeu mesmo!! Obrigada Pedro! E João valeu por pensar em um fato novo!!! Amei!!!
Beijos!
Neli







Entrevista Pedro Mariano e João Marcello Programa Radar _ Nova Brasil FM (fazia muito tempo que não via uma entrevista com os dois juntos...saudade!!)


terça-feira, 21 de novembro de 2017

A MATEMÁTICA DA MÚSICA

A matemática é uma ciência que dizem exata. Na música também tem matemática e o produto é o resultado de uma soma. No caso da música:



Intérprete+músicos+poemas+(harmonia+melodia+ritmo)=emoção...

Na sexta-feira dia 17 Pedro Mariano+Orquestra+repertório“DNA”+ao vivo=emoção com encantamento...Como não se encantar, né?!
Sexta eu pude ir ao Rio de Janeiro presenciar mais um Show com orquestra, sei lá até quando vai isso (rs rs) eu achava em 2013, quando dá a primeira turnê, que os sete shows seriam os únicos (PE, CE, SP, PR, RS, RJ, DF), mas me enganei e me enganei legal... 


É preciso realmente agradecer ao Bradesco e ao Ministério da Cultura, pois depois tivemos shows de lançamento do DVD em 2015, com mais cinco shows (SP, RJ, BA, PE, SP) no final de 2015, mais um patrocínio se iniciou, mais 5 shows, fez mais uma apresentação no CE, e em 2016 completou com os 4 shows (RJ,DF,PR) e encerrando a turnê em SP. Além de um show pela Alpha FM no Tom Brasil. 

E agora em 2017, mais uma turnê, mais 5 shows...Tô ficando mal acostumada viu Bradesco? (rs rs).Já fiquei imaginando o Pedro o próprio Rei Roberto, que desde que o Rei começou a se apresentar com Orquestra nunca mais deixou, acho que tem tudo a ver, as datas de aniversário deles são próximas (18 e 19 de abril, pela ordem o príncipe e o rei). 

Mas, voltando...a turnê dessa vez é um show novo, com muito mais canções inéditas, ou praticamente inéditas. 

Sexta, com a ajuda da Fabi Castro consegui participar até do ensaio aberto. Dessa vez trocou as palestras pelo ensaio aberto, achei justo (rs rs). 

Já assisti a passagens de som, quando ele se apresentou em praça pública....E ensaio aberto, só de peça de teatro, de show foi a primeira, e a diferença com a passagem de som, é que, no caso do espetáculo em questão, tem cenário, e a orquestra, e ai tem que testar as luzes, o som tem que verificar se tá captando todos os instrumentos... 

Na realidade por quase uma hora, Pedro não cantou ficaram só mesmo testando luzes e instrumentos, afinação e tals....Enquanto isso, eu ia brincando testando a minha memória, já que os instrumentos muitas vezes tocavam uns trechinho das canções do show....Mas, o melhor mesmo é ver e ouvir ele, A VOZ....como eu costumo dizer A MINHA VOZ!!! 

O mais interessante pra mim, foi ele nesse ensaio dar a ideia, digo ideia, porque certeza a gente nunca tem, de que iria cantar Pra você dar o nome no meio da plateia, eu não sabia ao certo se ele só estava testando o microfone, pra que não ocorresse aquelas interferências, apesar que não precisava ir tão longe com o microfone (rs rs)...e outra coisa que reforçou a ideia de que ele iria pra plateia é que procurou pelo Diretor do espetáculo Fernando Gomes....Mas, ai tinha um outro lado também, eu achei estranho, ele mostrar essa surpresa para os convidados do ensaio (podia ter esperado a gente sair kkk já que ele diz não se deve ver a noiva de bobs), mas como eu disse, certeza, certeza de que ele iria pra geral, eu realmente não tinha, 

Como eu comentei na rede, ele foi ficar mais perto dos pobres mortais, já que o moço no palco É DIVINO! E, por isso que a matemática da música, principalmente com ele, é mais exata! Não tem como o resultado não ser o de grandes emoções...O teatro fica inundado de som perfeito, de música bela, de voz que preenche todo o ambiente, e como disse várias vezes, se transforma em instrumento através do canto e ao se juntar a orquestra é perfeito. 

Pra mim todo teatro tinha que ter frisa kkkk, pois eu com a música funciono bem quando meu corpo pode reagir a ela, porque a toda ação tem uma reação, ou seja, se ela tem uma pegada dançante...tenho que dançar. 

As 3 primeiras tem uma pegada gostosa, eu canto, danço, e fico feliz...Muito feliz...feliz mesmo!!! (DNA, DE PEITO ABERTO E SIMPLESMENTE) Se fico em pé, mais feliz fico!!! Sinto a música pelo corpo todo....Mas, depois veio Êxtase, Risos e Memórias, ai é só ficar babando o moço, se bobear sou capaz de dormir, mas não durmo, confesso, eu fico é esperando uma olhadinha dele kkk nem pisco ahahaha.(mas, não tenho conseguido essa façanha – snif snif snif) 

Contando isso me lembrei que durante um bom tempo, até comprar o Piano e Voz eu gostava de programar as faixas mais românticas e lentas do voz no ouvido e dormir...depois substitui com algumas canções do Piano e voz...É ele me ninava toda noite....durante muito tempo...Hoje em dia ando tão cansada que quando deito desmaio (rs rs). 

Não tenho certeza se a próxima canção foi Pra você dar o nome ou Acaso, acho que foi Pra você dar o nome....E ai ao começar a introdução ele caminhou para frente e canto do palco....A plateia desacreditou, primeira vez que esse homem faz isso (agora tinha que ser no Rio? kkkk), pelo menos desde que o acompanho nunca o vi fazer...Não sei se no início de carreira ele fazia, acho que não. Mas, foi interessante, do alto eu via as reações, e eram muito engraçadas. 


Seguiu a ela Acaso, e depois ele faria um discurso sobre Labirinto, discurso forte, como em São Paulo. È uma música muito forte e profunda mesmo, uma pena que na sequencia não rolou Giramundo, essa canção saiu no show em Recife, quando além de Terço que foi introduzida no show em Salvador, entrou Acaso. ( auma canção tinha que sair do repertório)...Pra São Paulo ele ficou devendo duas (ehehehe) 

Manteve mais duas canções do primeiro show com Orquestra Certas Coisas e Um pouco mais perto. 

E caminhando para o bloco final, não tenho certeza, tenho uma leve impressão que ele fez o discurso do bloco final do show antes de cantar Alguém dirá, se assim ele fez...Não são as últimas 5 e sim 6. 

Alguém Dirá, Terço, Por Nada e Por Ninguém (acho que aqui deu uma escorregadinha na letra, mas ele como sempre não perde o tom e nem a sequencia), Pontos Cardeais, Enfim e Casas. 

Esses discursos que ele anda fazendo, de que as canções que virão são mais dançantes e que quem quiser ficar em pé nas laterais fiquem a vontade, mas que não invadam a frente do palco, são muito interessantes, desestimula qualquer pessoa a ficar em pé (rs rs)...Por um lado é bom, ele tem a certeza que o povo tá ali pra ver ele, e não dançar (rs rs) 

Antes de cantar Enfim, ensaiou como em São Paulo e nas outras capitais, o refrão da canção "O Jantar na mesa, repleta de gente enfim, mais bela surpresa, a casa e um lar enfim, você aqui, melhor assim...” Não sei se foi também durante essa fala ou depois, antes de cantar Casas, ele falando das canções que não era musica só de...e deu uma reboladinha. algo por ai, não lembro as palavras exatas uma pena, mas como lembrar?! Com a reboladinha dele eu morri!!! E apaguei qualquer pensamento...A não ser durante a canção...A cada vez que ele dizia “A esperança dança” eu lembrava da “esperança dança na corda bamba de sombrinha” A Fabi reparou que ele sempre sorri quando canta esse trecho!!! E é vero!!! 

Encerrou o show com mais duas parcelas dessa grande soma...Sangrando e Miragem....Enquanto isso eu da frisa...ficava olhando para o resultao...EMOÇÃO PRA LÁ DE INTENSA...E continuei a cantar “LEVANTA!!! VEM OUVIR QUEM CANTA AGORA SÓ QUER O SEU BEM....” Infelizmente como eu também disse nas redes sociais...o Levanta ficará só na canção!!!

beijos 
Fotos_Luana Almeida_Pedro Mariano e Orquestra - DNA_Teatro Bradesco Rio_Shopping Village Mall_Rio de Janeiro_17/11/2017

Neli